Conversas de Amor nº2

>> segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Ela: Hoje sonhei contigo...
Ele: Ai sim? E como foi esse sonho?
Ela: Foi estranho. Éramos namorados.
Ele: E se eu te disser que sonhei o mesmo? Aí sim, é estranho.
Ela: A sério?
Ele: Sim...

Ela contemplava-o com o coração acelerado, com aquele brilho nos olhos que só ele conhecia, pois só ele a fazia sentir-se assim. Aquela sensação de paz e felicidade que ele lhe transmitia era algo só deles. E ele olhava para ela, com ternura e amor. Ele amava-a, sabia isso desde o momento em que a viu na rua de uma pequena cidade algures no interior. Se iam ficar juntos? Nenhum deles sabia a resposta. Ambos tinham demasiado medo de denunciarem os seus verdadeiros sentimentos.

4 linhas escritas por outros:

Jose Pedro 14 de dezembro de 2010 às 23:48  

imaginando que passavam anos e ele finalmente se decide a dizer o que nao disse na altura aplicando a sua nova realidade a essa mesma sinceridade tardia e dizendo pro papel nao a ela...

Tu existias...
Tu eras comigo tudo
tinhamos o mundo a nossos pés..
Ao fim de tantos anos,
Penso outra vez na palavra que nunca te disse,
palavra essa que nos fez sofrer,
nos fez lutar contra nos mesmos,
que nos fez ser nós,
no nosso mundo pequenino,
que tão melhor estaria
quanto mais pequeno fosse.
Nesse mundo seriamos um só,
estariamos juntos a qualquer hora
unidos por um so sentimento,
como foi aquele que em tempos senti,
como foi aquele que para sempre comigo guardei...
E como foi a nossa história?
maravilhosa...
historia essa as vezes tao presente
outras tao afastada.
O que será a minha realidade?
Aquilo que contigo passei e vivi
ou o que o futuro nos reserva?
Não quero decidir e acho que não consigo
Antes viver esta duvida que me assola todos os dias...
Mas mesmo assim ela mata-me e quero saber:
qual e o meu caminho,
e se tu, passado tanto tempo, ainda me vais surpreender...

Rititi ♡ 15 de dezembro de 2010 às 00:22  

Quem os conhece diz que por mais voltas que a vida dê eles vão um dia ficar juntos. Se sim ou não só o futuro o dirá. Mas eles completam-se de uma forma que nunca vi. Acho que no fim ele vai ceder, e passar o que disse no papel para os ouvidos dela. E aí, a felicidade vai passar a morar dentro dos corações deles ;)

Jose Pedro 15 de dezembro de 2010 às 04:01  

Como ela sofrerá durante tanto tempo... mas pra esse fim o mais provavel e que valha mesmo a pena e se queremos ser optimistas, entao nem anos se vao passar mas sim meses ate ele ganhar essa coragem :P. Curti milhoes o happy ending:)finalmente alguma imaginação e nao so bioquimicas:)

Rititi ♡ 15 de dezembro de 2010 às 18:06  

Ei! Para se ser um bom bioquímico é preciso ter-se muitaaa imaginação!

Enviar um comentário

Obrigada por escreveres umas linhas no meu caderno! :)

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP